facebook

Chapada dos Veadeiros: místico e exuberante

Saímos de Goiânia e o nosso próximo destino seria o Tocantins, mas claro, não poderíamos deixar de vivenciar alguns dias nas terras chapadeiras, mas desta vez, as chapadas Goianas. Meu nome é Danny Truffi e este é Podcast do portal We Go, um espaço de experiências compartilhadas e rompimento de barreiras, neste episódio contamos um pouco de nossa ecoaventura no nordeste goiano. Ouça para que você possa romper as suas próprias barreiras, vem com a gente vai ser mais leve garantimos!
Ficamos em um container, pensa em uma hospedagem, no mínimo interessante, estávamos super curiosos para conhecer o novo lar, e de fato, foi bem bacana a experiência. Apesar do calor que a casa de lata é capaz de produzir, o ambiente retangular deixa no ar um tom divertido na hospedagem. Neste caso, do calor o alívio era contar com um potente ar condicionado e a brisa da manhã que Alto Paraíso é capaz de soprar.

As chapadas

E para quem não conhece nenhuma das duas chapadas Veadeiros e Diamantina, nada a ver tem com a chapada da Diamantina. Além de ser em lugares diferentes, as sutis diferenças da vegetação, do clima, da fauna e da flora entregam que, de fato, de parecido mesmo, só as montanhas achatadas que também encontram-se presentes nas paisagens da chapada baiana.

 

Ficamos hospedados em Alto Paraíso, que tem uma ótima estrutura de estadia, as ruas são bem abertas, muitas opções de compras tanto de souvenir quanto de roupas do dia a dia mesmo. Muito supermercado e empórios especiais. desta forma, não encontra-se grandes dificuldades em encontrar uma gama diversa de produtos alimentícios, creio eu que isto se deva ao fato de estarem localizados próximos à Brasília. 

 

Alto Paraíso, como cidade não  tem nada de muito especial, aos meus olhos é uma típica cidade do interior em desenvolvimento.  Mas….. É claro, que tem todo seu charme, e traz a enorme qualidade de vida das cidades pequenas. 

 

A cidade tem Ets para todos os lados…sim Extraterrestres de todos os jeitos e formatos espalhados pelas lojas e cidades, o portal da cidade inclusive é uma nave espacial. Isso se dá pelo fato de muitos acreditarem que estes portais místicos são os preferidos para visitas de Extraterrestres. O local inclusive guarda muitas histórias de aparições de vidas extraterrenas por estas terras.

 

Apesar de eu ter considerado a cidade bem comum, tem algo que me deixou encantada pelo ambiente, afinal guardo uma paixão voltada a tudo relacionado a energias. Alto Paraíso é um dos lugares com mais misticismo que conheço…tudo absolutamente tudo envolve algo místico e esotérico, o que me deixou ainda mais maravilhada, achava extremamente satisfatório ir correr e sentir um cheirinho agradável de incenso, vela e Palo santo em casa cantinho da cidade. Mas não é para menos, afinal de contas a cidade é cortada pelo paralelo 14 que também corta Machu Pichu no Peru, que também é um santuário místico e há fortes teorias de que está localizada em cima de uma placa enorme de quartzo.

 

E, para quem acredita no poder dos cristais, é bem fácil de entender o misticismo em volta cidade e o privilégio de ter a proteção do poder dos cristais.

 

Como dito anteriormente, a Chapada dos Veadeiros abrange oito municípios do nordeste goiano. Optamos por ficar em  Alto paraíso, porém próximo da cidade tem uma das bases importantes para quem quer conhecer a região, chamada: Vila São jorge e dai pensa numa fofura, de lugar, sim uma fofura, um lugar encantado parece, com ruas de terra e estabelecimentos enfeitados a meia luz. Eu, particularmente fiquei encantada pelo vilarejo e com certeza optaria por me hospedar por lá caso voltasse por estas terras. deve ser uma experiência bastante interessante se hospedar em Vila São jorge.

Sou do tipo de pessoa que gosta de locais menores com menos comércio e vida mais remota. A Vila tem todo charme de cidade pequena e aos meus olhos ela é encantadora.

 

Apesar de estarmos em alto paraíso, quase todos os dias passamos por São Jorge, ou à noite para comer e passear ou durante o dia para irmos nos passeios, que em sua maioria fica na estrada entre Alto Paraíso e São Jorge. Para quem se hospeda em Alto Paraíso ou em Vila de São Jorge precisa pegar o carro para ir até os pontos principais.

E, sim, tem ecoturismo de sobra, com formações rochosas e cachoeiras de cair o queixo, tem trilhas fáceis e difíceis, longas e curtas. Mas vale o pedacinho de cada uma delas. E, para relaxar, tem três espaços que oferecem piscinas de águas termais.Extremamente relaxantes mesmo!

 

Não fizemos muitas coisas por lá, pois ficamos pouco tempo e estávamos bastante cansados, já que estávamos de passagem, pois o destino final seria Palmas no Tocantins. Desta forma, não temos muito o que contar sobre a experiência de viver por aquelas terras, já que nossa rotina foi bem diferente, uma vez que estivemos por lá em um feriado e não durante uma semana de rotinas normais do dia dia. Mas, ao que observamos, Alto Paraíso é uma cidade tranquila que consta com uma feira interessantíssima e completa aos domingos. Para circular pela cidade é muito tranquilo a pé ou de bicicleta, tendo grande parte das ruas ainda não pavimentadas, o que eu particularmente gosto muito para os treinos de corrida. terapias alternativas é o que não falta, o que ao meu estilo de vida seria um ponto positivo e um grande diferencial para quem escolhe morar por lá. pudemos ter uma ótima refeição no bistrô e na pizzaria..

Enfim, pra quem não conhece vale sim a pena e muito. Só pega e vai, pode ser de carro ou de avião. De avião o esquema é ir até Brasília ou até Goiânia, de carro coloca no GPS, e logo avistou as paisagens chapadeiras pelo caminho.

Obrigada por chegar até aqui nos ouvindo e até a próxima.

Ouça o PODCAST desse texto

compartilhe essa ideia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

escute o We Go